Idiomas

English French Spain Italian Portuguese Japanese Chinese Simplified

1 de maio de 2018

Dia Internacional dos Trabalhadores


   O dia dos trabalhadores, assim como várias outras datas, deveria ser comemorado todos os dias. No entanto, a meu ver, o tema em pauta, requer de nós, uma atenção redobrada. Diante da crise na qual o Brasil está submerso fico a pensar tantas coisas. Nosso país não era para estar passando por isto, mas a crise ética é tamanha que lamentavelmente chegamos a este ponto. A corrupção que está entranhada no sistema político é complexa e alastrou-se de tal forma que, discorrer sobre este ou outro fator que tenha ou esteja contribuindo para o retrocesso socioeconômico do país é por vezes, difuso. Ao falar de uma circunstância esbarramos em outros problemas, haja vista, tantos contrassensos. Infelizmente, citar um problema no Brasil é dar margem para a discussão, sem dúvidas de diversos outros. As questões sociais e de outras ordens há muito tempo tornaram-se um caso bastante complexo e porque não dizer obscuro. 

   Destaco na foto acima, os trabalhadores rurais que padecem sob o sol escaldante e sequer são valorizados. Sem falar nos milhões  que vivem em situação de trabalho escravo pelo Brasil afora. O trabalhador mais simplório sofre além da conta e nem o olham por conta da discriminação enraizada de diversas formas na história deste país. A exemplo, temos os próprios trabalhadores da limpeza que sequer são enxergados por muitos. São seres humanos que dignamente limpam o chão e catam o lixo do filhinho rico ou pobre muitas vezes, mal educado e de família sem o mínimo senso de humanidade. As pessoas, sem generalizar, ignoram a existência de tal trabalhador e quando os percebem olham por cima dos ombros como se este fosse melhor do que o mesmo. Como se na derradeira hora, o seu destino fosse diferente. No final da vida, o itinerário de todos é igual. Seja rico ou pobre. A questão é que muitos se acham melhores que os demais por ter isto ou aquilo. Esquecem que tudo passa. O debate público sobre os fundamentos da crise socioeconômica sempre será pertinente, mas no momento atual,  o povo encontra-se cansado de tantos discursos vazios. Com isso evitar a polemica sobre  um tema que dispensa embates efusivos é sábio.  O que mais temos tido ultimamente, são discussões por parte de grandes arautos do conhecimento e nada de soluções práticas. Penso que, o país precisa de um amplo um processo de politização da sociedade, a fim de que todos tenham minimamente, acesso a conhecimentos sobre política. Trata-se de um direito. Não adianta falar de assuntos que boa parte do povo sequer conhece e domina. A conscientização é antes de tudo, a via mais hábil para se promover as mudanças necessárias. Não tenho nada contra o debate de questões, desde que, se aja! Ouvir grandes intelectuais acerca de determinados assuntos é importante e esclarecedor, mas o cidadão quer mais do que isso. Ações efetivas e assertivas no que tange a eliminar o mal pela raiz é fundamental e ecoará de maneira satisfatória para todos. A população pede socorro. Crianças famintas, milhões de famílias sem lugar para morarem, saúde sucateada, educação deficitária e o aumento assombroso da violência. Nesta data, o dia do trabalhador, costuma-se ter diversos eventos festivos relativos a data. Que em cada evento ou shows que houver se fomente, promova e incentive a conscientização, pois o poder do conhecimento sobre os fatos como são eleva a consciência e projeta mudanças. Milhões de brasileiros pedem socorro, por meio de uma oportunidade de trabalho e por igualdade de direitos, uma vez que vivemos tempos de muita dor e frustação.

  Conclusão, o cidadão precisa de soluções. Estamos em, 2018. Ano de novas eleições. Não vejo na linha sucessória, sem generalizar, muitos postulantes de relevância capazes de pôr o Brasil no eixo. Os discursos estão muito pobres. Mas estudemos cada candidato e continuemos a luta. Feliz dia dos trabalhadores!!


João Luciano Silva da Costa.