Idiomas

English French Spain Italian Portuguese Japanese Chinese Simplified

7 de dezembro de 2017

Um Comediante que saí da Política e entra para a História

  Depois de sete anos de mandato, o comediante e deputado federal: Francisco Everardo Oliveira Silva, mas conhecido como Tiririca, ontem, dia, 06/12/2017, subiu a tribuna da "Câmara dos deputados" e fez um discurso simples e ao mesmo tempo emblemático e impactante diante da política nacional. Orgulha-me saber que ainda existem pessoas com a coragem e a bravura muito bem demonstradas pelo referido parlamentar. Um comediante que fez uma imersão no mundo político com ideais de mudar o Brasil. Lamentavelmente, Tiririca não falou nenhuma inverdade. Penso que, a política brasileira está infestada de políticos corruptos e fica cada vez mais claro o quanto é difícil fazer algo de concreto socialmente falando no campo da saúde, educação dentre inúmeras outras questões, dentro deste pleno contexto de desvios de dinheiro e de tamanho mau-caratismo, sem generalizar. Realmente, como o referido deputado fala em seu discurso, existem suas exceções, mas que pouco pode ser feito. Assistam ao discurso do deputado na tribuna da Câmara dos Deputados, em Brasília: 



  Isto entristece e deixa-nos ainda mais, sem saber o que pensar. Ao analisar a história do Brasil e ver tantas incoerências fico a refletir o que leva um indivíduo a pensar que pode roubar o dinheiro público e ter paz em sua consciência. Escrevo tanto acerca dos aspectos sociais, políticos e econômicos que jamais poderia deixar de destacar a coragem deste deputado que com toda a sua humildade e singeleza colocou cada qual no seu devido lugar. Tudo isso só corrobora, confirma e nos mostra a distinção do supracitado deputado e de que ainda existem pessoas de caráter que por não suportarem a pressão de um ambiente movido por negociatas e falcatruas resolve abrir mão da vida pública. A partir desta atitude observo o quanto é fundamental que a juventude intelectualizada se mobilize, que o povo vá para as ruas de maneira pacífica e lute pelo país, pois do jeito que as coisas estão não dá. Precisamos de exemplos com fundamentos. Pessoas que como o supra deputado tenham vivenciado na pele as dificuldades da vida, como: a fome, a desigualdade social e demais mazelas do dia a dia. Sempre tive e tenho a vontade de ter a oportunidade de expor minhas ideias nas tribunas das escolas, universidades dentre diversos setores, inclusive o do empresariado brasileiro. Sou de origem pobre e vivenciei na pele diversas situações adversas. Por eu não ter família às coisas tornam-se ainda mais difíceis e jamais me vitimei. Sempre agi de maneira resiliente diante de cada circunstância. Recentemente liguei para uma emissora de TV em São Paulo a fim de fazer uma matéria e estou no aguardo. Não estou fazendo isto com o intuito de promover-me até porque se fosse o motivo o faria em minhas páginas. Jamais. Nem muito menos tenho vontade de ter algum cargo público. Continuarei a lutar por um espaço na TV para falar ao Brasil, pois o nosso país precisa de exemplos. Não me vejo como o salvador da pátria e nem muito menos tenho a pretensão de ter uma história mais dolorosa do que quem quer que seja, mas como enxerguei e enxergo, bem como lidei e lido com o abandono, rejeição, fome e a miséria fizeram de mim penso eu, um ser humano habilitado para discorrer sobre aspectos sociais de maneira fundamentada e motivacional mostrando e levando as pessoas a valorizarem o que possuem e a família que tem haja vista, quantas e quantas pessoas não possuem uma família. Quantas e quantas pessoas estão dentro de mansões e em seus carrões e, no entanto, submersas no alcoolismo, depressão, desanimadas, desesperadas e até pensando em tirar a própria vida. Mesmo tendo tudo. A minha ideia é mostrar que mesmo sem nada ter, dentro do pouco que tinha ter perdido não possuo família e em um cenário de muitos e seguidos sofrimentos e desafios sempre portei-me de maneira resiliente e forte. Segue os links com o resumo da minha história de vida: http://jluciano442.blogspot.com.br/2013/05/dia-das-maes_12.html.

 Enfim, peço a todos que diante do exposto pensem sobre todo o contexto social e percebam a gravidade da situação. O país passa por um de seus mais delicados momentos e se não houver algo de efetivo ficará complicado conter o sangramento, como pode ser visto na imagem em tela, com pessoas moradoras de rua que padecem ao relento. Reflitam e tenham um excelente dia!!!



João Luciano Silva da Costa.