Idiomas

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

4 de fevereiro de 2017

O amor se constrói com carinho e atitudes

   
Ao longo da vida temos sinais sobre diversos aspectos e com o amor não é diferente. Contudo, o amor se alicerça na mutualidade de sentimentos, ao passo que outros aspectos servem de leme para o destino de nossas finalidades. Ao lançar-se para o amor e para os nossos objetivos é importante que creiamos e tenhamos, sobretudo, atitudes capazes de trazer até nós o amor, bem como tornar reais cada um de nossos sonhos. O que muitos não percebem é que os sinais do amor, assim como os demais sinais estão mais visíveis do que nunca. Basta que nos atentemo-nos e em seguida tomemos um posicionamento. O problema é que muitos desanimam no meio do caminho. Procurar o amor de sua vida e tentar alcançar os seus objetivos é algo que precisa ser feito com prudência através do uso da racionalidade, sem deixar de lado a emoção, pois esta por sua vez dá sabor à vida e sentido a tudo. Penso que, o amor é como uma rosa que precisa ser regada todos os dias. Do contrário, tal sentimento, tão sublime, se esfria e perde a sua essência pratica na vida humana. Esta percepção vale para todos os aspectos dentro do contexto das relações humanas, uma vez que, zelar pelas amizades e ter gratidão pelas pessoas que conhecemos ao longo da vida é algo fundamental. Muitos valorizam tudo e deixam o bem mais precioso que é o amor ao próximo de lado. Esquecem-se de que sem amor é impossível viver uma vida plena.  

  Não há história de amor que se desenhe no vazio. Somente através de palavras sem praticas é impossível a sobrevivência de um amor. Quando falo de praticas não refiro-me somente a preocupação que um deve ter para com o outro, mas do carinho que deve existir no trato que um oferece ao outro. Não consigo imaginar uma relação sem a demonstração de carinho, pois seria algo cartesiano e não algo afetuoso. A afetuosidade, ou seja, o carinho, o olhar, a consideração, uma mínima ligação ao longo do dia fazem toda a diferença em uma relação amorosa. É impossível manter a chama do amor acesa sem praticas diárias. Sem falar no respeito mútuo. Somente a partir de atitudes consistentes e capazes de confirmar cada palavra expressada é possível viver uma linda história de amor. Não adianta caminhar pelo meio termo. No campo do amor é necessário que caminhemos, assim como em tudo, com a mais absoluta segurança do que somos e queremos, sem deixar de ter a consciência de que é imprescindível fazer feliz a quem amamos. Lógico que, vez ou outra, surgirão às dificuldades e os conflitos, pois não somos iguais, razão pela qual existe a diversidade. Entretanto, transpor tais barreiras revela o verdadeiro sentido da palavra amor que transcende a mera beleza da palavra em si. A cumplicidade e tolerância nascerão do diálogo, em alguns casos do silêncio a fim de que, um não magoe o outro e, sobretudo a Deus, pois nele temos o norte de tudo. 

  Penso que, sempre será necessário o diálogo, porque dele que as arestas são aparadas e eventuais ressentimentos são superados e a chama do amor se mantém viva. No entanto, lembrem-se: antes de querer fazer alguém feliz, seja feliz e isto por si só sustentará todas as relações humanas das quais vocês façam ou virão a fazer parte. Isto é desenhar uma linda história de amor através das atitudes. 



João Luciano Silva da Costa.