Idiomas

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

23 de dezembro de 2016

Natal e Ano Novo: Momento de reflexão




Datas lindas, pois se em uma, celebramos o nascimento de Jesus Cristo na outra, contemplamos a chegada de um novo ano. Datas especiais, mas que, no entanto, merecem por conta dos últimos acontecimentos, que façamos uma profunda e consistente reflexão. Lembro-me que, já fiz aqui, em anos anteriores, textos voltados para a compreensão do sentido de ambas as datas, mas hoje percebo que ao fazer um retrospecto poucos são os resultados obtidos o que é lamentável. Trata-se de uma percepção de como tem sido a evolução humana. As pessoas estão cada vez mais distantes do sentido real das referidas datas comemorativas tão importantes para o caminho evolutivo da humanidade como um todo. Não se tratam meramente de comemorações, mas sim de pontos a serem avaliados e levados a sério. 

  Eu poderia enumerar uma gama de coisas aqui, mas prefiro ser sucinto e dizer que, o natal nos leva a pensar e repensar sobre diversas questões, dentre as quais o nascimento de Jesus Cristo e o Ano Novo, o que nos projeta para uma nova era que se aproxima. Onde se almeja mudanças e progresso, contudo, se não bastasse ambas nos remetem para o amor ao próximo, a solidariedade e para o quanto é fundamental que nos coloquemos no lugar do outro. Infelizmente, por ser uma dificuldade de muitos, fazer o exercício de colocar-se no lugar do outro, as dificuldades de cooperação tornam-se mais difíceis e o exercício da tolerância cada vez mais distante. As dificuldades de se construir um mundo melhor com valores essenciais e o estabelecimento da tão sonhada paz mundial, são possíveis, desde que, cada um faça a sua parte. Não adianta dar presentes, ter uma mesa farta se não houver amor nos corações.

  Enfim, desejo a todos do Brasil e do mundo, um natal repleto de paz, amor, saúde, realizações e de plena harmonia. Espero que os que possuem muito repartam com quem nada tem e o que nada tem, não deixe morrer a chama da fé, pois tudo no fim acaba sendo um aprendizado e serve de lição de vida para outras pessoas. Feliz natal e um ano de 2017 de muitas felicidades a todos!!!


João Luciano Silva da Costa.