Idiomas

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

20 de novembro de 2015

Dia nacional da consciência negra

        
 Penso que, "o dia nacional da consciência negra", celebração criada no ano de 2003, mas que só em, 2011 foi instituída em todo o Brasil através da lei: 12.519 de 10 de novembro de 2011 é um divisor de águas, pois tenta reavivar no seio da sociedade o ânimo pela luta por dias melhores através da resistência a escravidão. A escolha da data se deu por conta de coincidir com a data da morte de “Zumbi dos Palmares”, no dia, 20 de novembro de 1965. Zumbi dos Palmares, foi o último e maior líder do “Quilombo dos Palmares”, segundo consta na história. Quilombo era o nome dado a todo refúgio ou agrupamento de escravos negros que fugiam da escravidão praticada na época. Trata-se de um marco histórico para o Brasil e uma referência para o mundo. Todavia, é importante refletirmos e debatermos construtivamente sobre o que foi feito até os dias de hoje, mas, sobretudo, o muito que ficou pendente e precisa ser feito, a fim de que a história tenha ainda mais consistência e robustez. Não que a história construída até aqui esteja aquém, mas é notável que ainda estamos a passos longos de atingirmos a tão sonhada meta, a de um mundo mais justo e igualitário, sem injustiças raciais.

  Percebo que, o foco de muitos se perdem com o passar do tempo por conta de os ideais ficarem apenas no campo dos sonhos o que leva todas as aspirações a um patamar utópico, ou seja, tudo é refletido e debatido, mas não sai disso. Nisto não há um pingo sequer de nexo. Com o tempo as lutas continuam sendo as mesmas e as palavras mudam apenas de nome. Tudo que é pensado e visto como um bem comum a todos, precisa e necessita sair dos papéis e ganhar praticidade. Não adianta falar em consciência negra se muitos sequer sabem da razão do surgimento de tal nome e do porque de tal data ser lembrada e comemorada todos os anos. As pessoas precisam tomar conhecimento da história e a partir deste enfoque, lutar de maneira efetiva por seus direitos. Assisto a muitas cobranças por tratamento igual para negros e brancos, porém pouca luta pratica. Não falo aqui, de guerra e desrespeito, mas de uma luta pacífica aonde o negro consiga se expor de maneira consistente, coerente e impactante, fazendo valer um por um de seus direitos e que não seja exposto ao ridículo. Quando discorro sobre assuntos como este, com o propósito de aclarar as mentes e avivar dentro de cada um, o sonho que se perdeu, cada ânimo semeado e cada gota de suor derramado por negros que fizeram história como: Zumbi dos Palmares, Marting Luther King Junior, Nelson Mandela dentre outros. Pessoas que se tornaram notáveis por terem feito história e não só passado por ela. Levar o tema em pauta para as salas de aula é um ótimo começo para que se construa uma boa consciência. Reflitam!

 Enfim, para o ótimo desfecho de toda uma bela história, precisamos ter foco, determinação, persistência e fé em Deus, independente de credo religioso. Que a luta travada por mim aqui, no meu blog, atualmente, acompanhado no Brasil e no mundo contribua de alguma forma para a mudança que tanto almejamos. Desejo a todos um excelente dia!!! 



João Luciano Silva da Costa.