Idiomas

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

15 de outubro de 2015

O dia do professor dentro do contexto atual

  
 O dia do professor são todos os dias. Contudo, convencionou-se a data de, 15 de outubro, como um meio de homenageá-los. Homenagem esta, mais do que merecida, pois são profissionais do mais alto gabarito e importância na formação de jovens que serão o futuro da nação. Dedicam-se com afinco e possuem o dom ímpar de se fazerem entendidos por seus alunos. Sem contudo, deixar de falar na interação elementar que possuem com mães e pais. Isto posto, penso que, mais do quê uma homenagem, os professores precisam ser tratados com dignidade. Infelizmente não há o que se comemorar. O Brasil passa por uma forte crise econômica e os profissionais da educação são um dos mais penalizados. Diante do exposto, a falta de entusiasmo tende a diminuir. Antes tínhamos jovens que tinham o sonho de serem professores. Era tradição em muitas famílias o sonho de ser mestre, desejo causado pela própria importância da função. Uma linda carreira.  Atualmente, poucos são os que querem entrar na área. Mas este sonho não pode acabar. Temos que lutarmos para mantermos os que são professores na função e, mais, fazer reacender nestes e nos jovens a chama do entusiasmo de ser professor. Sei que não é uma tarefa fácil, pois formar alunos entusiasmados já é um desafio nos dias de hoje, uma vez que, a educação é tão deficitária. Enfim, mesmo diante de todo este quadro desalentador, cabe-nos sempre, a escolha de enxergarmos os problemas, por mais difíceis que sejam, e darmos soluções aos mesmos. 

  Trata-se de um absurdo inaceitável o descaso com que o poder público trata a educação no Brasil, mas combater isto é fundamental. A sociedade precisa se mobilizar de maneira ordeira, pacífica e ir para as ruas fazer valer os seus direitos. Destemor, foco e determinação são características que não podem deixar de existir dentro do ser humano. Portanto, é imprescindível que todos os professores sejam guerreiros, como já o são. A despeito de todo o contexto de retrocesso político, social e econômico pelo qual passa o nosso país, contamos com o estímulo de idealistas e célebres acadêmicos brasileiros, tais como: Darcy Ribeiro, Paulo Freire, Anísio Teixeira, dentre outros. Acadêmicos estes que, deixaram um legado de lutas e de exemplos. Intelectuais que, em vida, marcaram e delinearam um paradigma consistente e esperançoso de uma educação justa e igualitária. Uma visão abrangente. Aliás, a educação está ligada de maneira absoluta ao campo social e no olhar para o próximo com humanidade. Pelo menos é o que deve haver. 

 Enfim, para todos os ideais que desejamos alcançarmos, temos que semear. Todavia, toda a semeadura deve ser feita através de muita luta e não de braços cruzados. Penso que, professores e toda a sociedade de modo geral devem se unirem e lutarem juntos a fim de que a justiça seja feita. Professores precisam de bons salários e de uma ótima infra-estrutura de trabalho para darem aula. Isto é um dever do governo. Se gastam milhões de reais em obras de urbanização, muitas destas até desnecessárias, ao passo que o professor, dentre outros profissionais padecem as agruras de terem que sobreviverem de migalhas.  Reflitam. Desejo a todos os mestres do Brasil e do mundo um sincero e carinhoso feliz dia dos professores!!! 



João Luciano Silva da Costa.