Idiomas

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

19 de fevereiro de 2015

Os Animais e as Atitudes Humanas


 Ao longo da história é perceptível o quanto os nossos animais foram e são esquecidos e pior, maltratados, torturados e mortos por muitos. Fato abominável e inaceitável. Não vejo ações voltadas para a melhoria das condições de vida e de tratamento para com os mesmos. É lamentável perceber que boa parte da civilização virou as costas para os animais. De toda está triste constatação o que salva são os movimentos criados por ativistas que lutam bravamente para reverter a presente realidade. São verdadeiros heróis em busca de proteção para seres tão inofensivos e desprotegidos. Os animais só oferecem amor. Um amor inocente, incondicional e leal, sentimentos infelizmente inexistente em muitos seres humanos.

  Muitos desconhecem a importância imprescindível dos animais para a natureza e dentro de todo o contexto social. Só, para se ter noção, milhares de pessoas no Brasil e em todo o mundo são beneficiadas com os animais, através de vários tratamentos de reabilitação a que são submetidas. Nestes processos, elas são levadas por profissionais experientes a voltarem a sua reabilitação. Sem falar em diversos outros aspectos, em que os animais desempenham a nível psicológico, uma evolução significativa de quadros tais como: autismo, depressão, transtornos de ansiedade dentre outros, ou seja, os animais possuem um papel elementar. Entretanto, dia após dia, assistimos em redes sociais ou em noticiários televisivos a maneira vil e cruel com que verdadeiros bossais tratam os nossos animais. Penso que, a palavra monstro é a mais adequada para ser empregada a tais trogloditas que deploravelmente por uma deformidade mental, involução pessoal ou espiritual cometem tais crimes. Outro ponto a ser discutido é a ação de predadores, que de maneira terrível invadem o habitat natural de diversas espécies e cometem das piores atrocidades, dentre elas a extinção das espécies e continuam impunes. Um dos assuntos que tratei em meu artigo anterior:http://jluciano442.blogspot.com.br/2015/02/o-meio-ambiente-e-escassez-dos-recursos.html. Sem falar nos inúmeros temas sobre os animais de que já  tratei, como nos artigos: http://jluciano442.blogspot.com.br/2014/01/os-animais-e-seus-papeis-nas-relacoes.html e :http://jluciano442.blogspot.com/2014/01/a-suipa-sob-ameaca-de-fechamento.html aonde travo uma luta ferrenha para a conscientização e punição dos criminosos.

  Enfim, algo precisa ser feito já. A mídia e diversos fóruns de discussão incentivam e prestam apoio a diversas campanhas, mas precisam dar mais força também as campanhas em prol dos animais. No entanto, faz-se necessária a presença dos governos para criar e implementar projetos neste sentido, sem falar na criação de leis mais rígidas para os que praticam crimes contra os animais. Tem que haver uma atuação em conjunto entre o governo e as entidades de classe. Precisamos que a semente do amor seja plantada no árido solo de muitos corações, pois cuidar, zelar e preservar as espécies de animais é umas das atitudes de maior nobreza que um ser humano pode apresentar. Reflitam e tenham um excelente dia!!!




João Luciano Silva da Costa.