Idiomas

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

5 de agosto de 2014

O culto a beleza e os seus riscos

   

  Na atualidade, a valorização da beleza tem ganhado cada vez mais espaço na vida de milhões de pessoas, em todo o mundo. Trata-se do franco crescimento do mercado de cosméticos, bem como da busca expressiva pela manutenção da jovialidade, como se todo este aparato de produtos de beleza fosse um elixir da juventude e a beleza o passaporte para a felicidade. Isto tem colaborado para o narcisismo, ou seja, o culto a beleza, como algo único. A bem da verdade, sabemos   que a  importância de uma pessoa ter um bom aspecto dentro do meio social, seja no trabalho, festas etc, aumenta a autoestima de todos. Isto é um fato inegável. Todavia, isto tem se tornado uma doença febril capaz de fazer com que um indivíduo se torne dependente. A musculação é um outro ponto a ser considerado neste assunto. Assistam por gentileza,  ao vídeo abaixo, veiculado pelo programa: "Conexão Repórter", sob a brilhante, como sempre, participação do jornalista: Roberto Cabrini do SBT (Sistema Brasileiro de Televisão) Trata-se de um verdadeiro alerta:



 
   Penso que, cuidar da saúde e de todo o aspecto físico é fundamental, desde que, com a devida ponderação, pois a beleza que muitos almejam a despeito de qualquer tratamento cosmético, surgi a partir do nosso interior e não de fora para dentro. A combinação de musculação com anabolizantes pode ser fatal. A reportagem acima fala por si só. Refletir sobre este prisma é antes de tudo primordial e racional. Nossos olhos, pele e tudo mais refletem o que está dentro de nós. Um exemplo bem clássico está nas nossas palavras. As proferimos de acordo com o que já está plantado dentro de nós.

  Na minha concepção, a beleza não pode jamais se sobrepor a valores altamente significativos, tais como a vida, estar bem interiormente, ter amor ao próximo, engajamento social, família, e sobretudo, o preenchimento interior com a presença de Deus, independente de credo religioso. Nisto reside a beleza maior. A partir daí floresce naturalmente a beleza sonhada e não somente através do uso de cosméticos. Vejo como um absurdo a transformação muscular com o auxilio de métodos contraindicados, em nome de uma vaidade desmedida. Sem contar os ilícitos provenientes da venda sem qualquer prescrição médica de anabolizantes. Exercícios físicos com orientação médica e uma alimentação balanceada é elementar. Friso contudo, que não sou contra a musculação desde que, sem anabolizantes. Reflitam e tenham um ótimo dia.


João Costa.