Idiomas

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

17 de abril de 2014

Sistema de Habitação Brasileiro


 
 Não posso sequer, conceber a idéia de que temos no brasil um sistema de habitação, pois nunca o vimos efetivamente funcionar, senão ao contrário do que vemos hoje, teríamos um país com condições de moradia dignas para todos e não a continuidade do processo de favelização que é um problema crônico.
   
 Todo o processo de avanço da  favelização a rigor, ocorre e continua ocorrendo dentro do contexto brasileiro, sem dúvida alguma por conta da falta de um projeto habitacional eficiente, bem estruturado e de uma organização do espaço físico condizente com a realidade. Com isso torna-se nítido o porque do crescimento desordenado e a consequente precariedade de vida das pessoas desprovidas de assistência pública. É lastimável olhar e perceber  que os problemas não são de agora, mas provenientes, de uma falta vergonhosa, de planejamento no âmbito governamental, seja na esfera municipal, estadual e federal, o que causa-me imensa insatisfação, pois isto, nos mostra que os governantes que passaram e estão no poder quase nada,  ou melhor dizendo nada fizeram para transformar está o que vemos. Contudo, se investe contraditoriamente em obras faraônicas para atender o atletismo, como a Copa do mundo de 2014 e as Olimpíadas de 2015. Diga-se de passagem, muito mal, pois as  obras encontram-se em atraso e com intervenção constante do comitê organizador dos referidos eventos. Não sou contra a nada relativo ao esporte, desde que, seja pensada, sobretudo, o povo sofrido e subjugado a está fatídica situação seja atendido de maneira digna. As ocupações ilegais,  na minha concepção, geram  revolta no povo, pois é uma ,explosão de insatisfação de pessoas que há anos esperam por justiça social, muito embora isto não justifique nenhuma atitude ilegal.

  Sob o ponto de vista econômico, os políticos não podem valerem-se de argumentos controversos, tais como o de que não possuem recursos suficientes para os investimentos necessários para habitação, ou simplesmente calarem-se, pois acompanho que dia após dia, os recursos oriundos do pagamento de nossos impostos, são repassados e aplicados em projetos que não possuem sequer 1/3 (um terço) da importância existente em outras áreas, como  em moradia digna para o povo, educação de qualidade, dentre outros, ou seja, a conclusão que tenho é a de que muita, mais muita coisa precisa ser feita. Tudo isto, começará a mudar de fato a partir do momento em que um seguimento da sociedade, deixar de ser massa de manobra na mão de políticos corruptos que não respeitam sequer a constituição federal, que estabelece no artigo: 1° inciso III, o princípio da dignidade da pessoa humana. Reflexão é a palavra chave, para que todos  nós vislumbremos um mundo melhor. Enquanto não houver isto, continuaremos convivendo com está realidade cruel e desigual,  tornando-se cada vez mais complexa. Segue em tela, a imagem de como é a precariedade da organização e as condições das comunidades brasileiras, mas conhecidas como favelas, o que é ocultado dos estrangeiros, quando estes, visitam o nosso país. Os políticos, sem generalizar, definitivamente precisam darem um basta, em tanta hipocrisia e falta de atitude. O Brasil precisa ser mostrado como ele é. Um país não pode ter vergonha de mostrar suas mazelas. A maior vergonha tem que ficar estampada no rosto dos corruptos que em nada contribuem para a mudança da presente situação, e que infestam a política nacional. Tenham um ótimo dia.



João Costa.