Idiomas

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

7 de fevereiro de 2014

Vitórias em meio aos desertos da vida

 Ao longo da vida, deparamo-nos com inúmeras situações adversas, cujas quais, permite-me fazer aqui, uma comparação bem pertinente entre as palavras: obstáculo e deserto. Digo isto, pois os desertos por serem caracterizados por seus solos inóspitos, desprovidos de água e por possuírem temperaturas elevadíssimas durante o dia e uma temperatura baixíssima a noite denotam, dificuldade.

 Está percepção nos remete a clareza de uma realidade, condizente com as dificuldades do  dia a dia, ou seja, uma palavra acaba complementando o sentido da outra, sem, contudo, deixar de valorizar a beleza deslumbrante dos desertos, espalhados pelo mundo. As dificuldades de vida em um deserto, nos mostra o quanto a vida pode ser sofrida, e em contrapartida nos revela o quanto o foco e a obstinação são capazes de fazerem com  que superemos todos os nossos obstáculos. Trata-se de um fato incontestável: a existência humana é em todo o seu contexto, marcada por momentos complexos e amenos. O que de fato faz toda a diferença é a maneira, como enxergamos e driblamos os nossos desafios. Na minha concepção, as adversidades são fontes de imenso aprendizado, onde a cada dia crescemos um pouco, nesta fabulosa escola do saber, que é a vida. Isto é enriquecedor, para todos nós.

 Sempre teremos desafios para enfrentarmos, porém o mais importante é sempre termos e mantermos a chama da fé, independente de religião, acesa dentro de cada um de nós, pois aí sim, sempre triunfaremos em vitórias em meio aos percalços que sugerem. A imagem, em tela do deserto do Atacama, no Chile, ilustra bem o assunto abordado, em pauta. Reflitam e tenham um ótimo dia.



João Costa.