Idiomas

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

16 de agosto de 2013

Mães e pais: O espelho dos filhos


 Penso que, sem sombras de dúvidas os filhos são o reflexo pleno de seus pais, bem como da educação que recebem dos mesmos. Os  filhos espelham-se nas atitudes  dos seus pais e por estarem em plena fase de desenvolvimento absorvem tudo, o que ratifica a referida linha de pensamento que defendi no início do artigo. Atualmente não tem havido respeito por parte de  muitos filhos, em relação a seus pais, o que a rigor é muito preocupante e lamentável.

 Esse fato traz a baila várias questões relevantes e que a meu ver, são os causadores dessa situação como por exemplo: A programação televisiva  que as crianças assistem, os amigos que possuem, a necessidade de os pais terem que trabalharem, e com isso não serem em princípio uma referência constante, o que torna ainda mais prejudicial todo o processo de desenvolvimento de seus filhos. Isto posto, compreendo perfeitamente a necessidade de as mães, tanto quanto os pais, terem que trabalharem, pois vivemos em um mundo aonde a renda per capita é muito baixa e variante de acordo com a política econômica existente em cada  país.  A título de exemplo, temos o próprio Brasil, que se encontra na condição de país emergente, e com enormes contrastes sociais, o que obriga  muitos a terem  dupla jornada de trabalho para  compensarem a renda mensal. Agora  trata-se de um fato irrefutável, que isso gera uma lacuna indescritível na vida de uma criança.  Não podemos fecharmos os nossos olhos diante da questão em pauta, haja vista que, isto interfere em todo o processo de manutenção da estrutura familiar. Essa análise leva-me a refletir, e chegar a seguinte conclusão: A ausência das mães e dos pais na vida de seus filhos, tem provocado o consequente surgimento de uma geração que não dá valor a cultura da importância do estudo. Algo precisa ser feito caros leitores, ou do contrário isso certamente resultará na projeção de um mundo constituído por pessoas cada vez mais violentas, bem como contribuirá para o enfraquecimento gradual, das relações sociais, o que a rigor  já tem ocorrido. Entendo claramente, a necessidade de mães e pais terem que trabalharem, porém precisamos atentarmo-nos, para  a necessidade da inserção de medidas alternativas, no intuito de que haja a coexistência salutar do convívio dos pais com seus filhos e o trabalho. 

 Muitos pais, principalmente os que possuem um poder aquisitivo elevado, pensam que está na compra de diversos presentes a solução de suas ausências, quando na verdade a atenção, bem como a presença dos mesmos é o melhor presente que um filho espera receber. Trata-se de um assunto muito delicado, mas que necessita ser discutido, pois está em fatos como esses uma parte da razão pela qual, muitos filhos de pais que detêm um bom poder aquisitivo acabam por tornarem-se viciados em drogas e infelizmente tendo em certos casos até mesmo, envolvimento com o mundo do crime. A importância de mães e pais reunirem-se a mesa, para fazerem suas refeições como na foto em tela, dentre diversas outras atividades são elementares para o desenvolvimento de uma criança saudável e da construção de uma humanidade equânime. Reflitam e tenham um ótimo dia!



João Costa.