Idiomas

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

13 de julho de 2013

Os dilemas da vida e a importância da superação


 Problemas vistos por muitos estudiosos no assunto como sentimentos oriundos da genética, por outros como doenças e daí o surgimento de psicotrópicos para o tratamento de questões psicológicas como: Síndrome do pânico, depressão, insônia e etc. Penso que, os medicamentos podem até atenuarem os sintomas, mas não atuam nas origens, bem como ainda geram dependências psicológicas e efeitos colaterais drásticos de acordo com o organismo de uma determinada  pessoa.

 Infelizmente no Brasil e em todo o mundo possuem milhares de pessoas que padecem dos referidos problemas acima. Muitos por possuírem um poder aquisitivo de alto padrão são lamentavelmente vistos  e julgados por um seguimento da população, como pessoas que sofrem de frescura. A grande verdade é que, muitos se esquecem que o simples fato de ter muito dinheiro e consequentemente morar bem, ter uma boa alimentação e etc não torna um ser humano feliz. A felicidade não se constrói por meio de um papel ao qual damos o nome de dinheiro, mas sim pelo que somos, como nos enxergamos, a boa auto-estima que possuímos, os bons pensamentos que nutrimos dentro de nós, amigos verdadeiros, uma sólida família e, sobretudo a fé em Deus independente de credo religioso.

 O dinheiro traz para muitos conforto e inúmeras coisas agora trata-se de um fato destacar que, nunca tornará alguém feliz. A felicidade consiste da simplicidade e não de suntuosidade ao contrário do que inúmeras pessoas pensam e defendem. Dirijo-me a todos do Brasil e no mundo que estão vivenciando a síndrome do pânico, depressão, insônia e diversos outros problemas e digo-lhes: Não fiquem tristes e não sofram.  Olhem a imagem em tela e façam uma profunda reflexão de que como as águas não param de cair, a vida  também não para. Aproveitem cada segundo de suas vidas, pois como sempre falo eles não voltam. Não acomodem-se em viverem sob a dependência de  medicamentos. Lutem sempre, pois está na fé, na importância da superação e a perseverança contínua à recuperação de todos vocês. Ressalto, contudo, que, não quero e não faço apologia de que, os que se encontrem em tratamentos a base de medicamentos parem de tomá-los. Apenas friso aqui que, lutem para não terem que fazerem uso de tais perpetuamente. Já com relação aos que pensam que estes dilemas são frescuras peço que reavaliem suas opiniões, pois não devemos jamais oferecermos ao nosso próximo o que não desejamos recebermos que é um julgamento pesado e leviano. Ao invés da crítica procurem ajudarem e o façam não só pelos que sofrem dos referidos dilemas, mas por todos que de algum modo sofrem de algum tipo de problema. Certa vez o fundador do escotismo, o Britânico Robert Baden- Powell disse: "O caminho para se conseguir a felicidade é fazendo as outras pessoas felizes". Tenham um ótimo dia.




João Costa.