Idiomas

Google-Translate-ChineseGoogle-Translate-Portuguese to FrenchGoogle-Translate-Portuguese to GermanGoogle-Translate-Portuguese to ItalianGoogle-Translate-Portuguese to JapaneseGoogle-Translate-Portuguese to EnglishGoogle-Translate-Portuguese to RussianGoogle-Translate-Portuguese to Spanish

8 de novembro de 2012

Desigualdade social

 

 Trata-se de um problema histórico enfrentado por muitos países. No entanto, é desencadeado pela má política socioeconômica desenvolvida pelos mesmos. Temos como espelho o nosso próprio país, o brasil, que é desigual em vários aspectos, como por exemplo, nas áreas de saúde, educação, moradia, saneamento básico, dentre outras. Objetivos fundamentais estabelecidos como meta, pela Constituição Federal Brasileira, no seu artigo 3°, incisos II e III. A meu ver, seguramente, á educação e saúde são os pilares primordiais, para que um país possa ser elevado a categoria de país desenvolvido, o que demonstra a capacidade de o mesmo oferecer ao seu povo igualdade de condições, o que infelizmente, ainda não faz parte da realidade do nosso país em muitos aspectos, pois universidades para todos não é suficiente se a educação fundamental e secundária são deficitárias.

 Não temos como questionar nada se continuarmos a sermos uma minoria consciente, dentre milhões de pessoas que não detém instrução. Somente poderemos agir de verdade, se todos tiverem senso crítico. Contudo, é notável o porquê de todos os dias depararmo-nos com uma realidade tão desumana. Nossos políticos, sem generalizar, deveriam ter bom senso e vergonha na cara. Elaboram-se leis e aprovam-se projetos, mas nada é feito efetivamente, para que haja o tão almejado desenvolvimento social do povo menos favorecido, que vive sem perspectivas de melhoria de vida por não ter em quem acreditar e não saber o quê fazer. Isto é um absurdo e precisa mudar já. O fato é que, enquanto não tivermos uma educação de qualidade não poderemos ver mudanças significativas, pois a escolarização e politização das classes menos favorecidas é que fará com que venha emergir na órbita social, mobilizações ordeiras e pacíficas a fim de que hajam mudanças de fato.

 A rigor, exigir que haja desenvolvimento em todas as áreas é impossível dentro da realidade na qual parte da população está inserida. Vejo o governo tentando implementar projeto de coleta seletiva de lixo. Projeto fantástico, mas que o brasil ainda não tem condição de por em pratica, por conta da falta de instrução da camada menos favorecida. Pensem comigo: como que o governo pode exigir coleta seletiva se não oferece o mínimo, que é a conscientização para que desde criança se comece a aprender lidar com esta realidade de modo que esta torne-se uma pratica natural durante toda a vida do cidadão.  Não conciliar objetivos com o que se deseja fazer é paradoxal. É muito importante deixar claro, que coleta seletiva só funciona de verdade aonde há educação e as crianças recebam  conscientização através de seus pais sobre a importância disso, ou seja, a solução para os males do brasil e de muitos países passa indiscutivelmente pela reestruturação das escolas e da reformulação do modelo de ensino. Penso que, a idèia de coleta seletiva é absolutamente plausível, mas desde que, tenhamos uma educação a altura. Sem isso, é inviável. Reflitam e tenham um excelente dia!!!


João.Costa.